I

LEITORES DO TIANGUÁ AGORA!

EM MENOS DE 4 ANOS DO BLOG!

EM MENOS DE 4 ANOS DO BLOG!
AGRADEÇO À VOCÊ AMIGO LEITOR!

CURTIR TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

TIANGUÁ AGORA - ÚLTIMAS NOTÍCIAS!!!

PLACAR DA RODADA!

Placares ao vivo oferecidos por www.futebol.com

CURTIR TIANGUÁ AGORA NO FACEBOOK!

TELEFONES IMPORTANTES!

TECNO FILMES DO BRASIL

GRUPO GEAN - ÓTICA GEAN E HOTEL GEAN

terça-feira, 21 de outubro de 2014

MAIS DE 320 MULHERES JÁ FORAM ESTUPRADAS EM 2014 NO CEARÁ

De janeiro a agosto de 2014, 324 mulheres sofreram abusos sexuais em todo o estado. Só na capital, foram 80 casos. 

De acordo com a delegada adjunta da Delegacia de Defesa da Mulher, Ivana Marques, o número pode ser ainda maior, pois muita mulheres não denunciam os crimes.

No entanto, ela ressalta que a implantação de leis que protegem as mulheres, nesse caso, ajudam a encorajá-las a notificar os casos de estupro.

“Muitas mulheres que antes não notificavam essas ocorrências, estão se sentindo mais encorajadas e informadas”. A delegada destaca a importância de denunciar qualquer tipo de violência contra a mulher.

“É importantíssimo, pios ainda estamos inseridos numa sociedade machista, e esse tipo de crime tem que ser combatido, a mulher tem que noticiar”.

A pesquisadora do Laboratório de Violência Contra a Mulher da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Socorro Osterne, defende medidas que possam combater crimes de estupro contra a mulher.

“Infelizmente, nós não temos uma retaguarda em termos de política pública, capaz de acompanhar esses casos devidamente”.

Em 2013, 1.832 casos de estupro foram registrados no estado do Ceará. Denúncias e violência contra a mulher em Fortaleza, podem ser feitas pelo telefone (85) 3101-2495 ou pelo 190.

AUTOR: Tribuna do Ceará

HOMEM QUE ATIROU EM MULHER É ENCONTRADO MORTO, EM RERIUTABA (CE)

Um homem de nome Francisco Ferreira de Lima, mais conhecido por Mardonio Zuza (50 anos), foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (20/10), em uma matagal próximo ao bairro Santa Cruz Velha, saída para Campo Lindo em Reriutaba, aproximadamente à 01 Km do asfalto. 

O corpo foi encontrado com um revolver calibre 38 na mão, o que tudo indica que ele tenha cometido suicídio com um tiro na cabeça.

Mardonio estava sumido desde sábado(18/10), após ter alvejado uma mulher em Reriutaba com disparos de revolver após discussão com a mesma. Segundo informações, o mesmo teria dito que iria cometer suicídio, e desde então estava sendo procurado.

No dia de ontem correu vários boatos que o mesmo teria sido encontrado enforcado, mas a policia foi até o local e as informações não eram verdadeiras.

O corpo foi encontrado na manhã desta segunda já em estado de putrefação, o que leva a crer que Mardonio cometeu suicídio logo após fazer os disparos contra a mulher.

A vítima que foi alvejada com os disparos foi socorrida para o hospital de Reriutaba e transferida para Sobral. As últimas informações dão conta que a mesma não corre risco de morte.
AUTOR: Reriutaba Notícias

PRESA QUADRILHA SUSPEITA DE ROUBAR BANCOS E SE EXIBIR NAS REDES SOCIAIS

A Polícia Civil apresentou nesta segunda-feira (20) uma quadrilha especializada em roubos a bancos que atuava em Goiás e no Tocantins. De acordo com as investigações, após cometer os crimes, os quatro suspeitos postavam fotos com armas e veículos roubados nas redes sociais.

A exposição na web ajudou a polícia a encontrar o grupo. O delegado Alex Vasconcelos, responsável pelo Grupo Antirroubo a Bancos (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais, informou que a quadrilha agia com violência.

"[Eles] eram muito violentos, sempre mantinham pessoas como refém. Mesmo na tomada de veículos, eles levavam o proprietário dos carros para outras cidades, abandonavam eles algemados em estradas vicinais”, explicou.

Com os suspeitos, foram encontrados armas de grosso calibre, coletes a provas de balas e carros roubados durante os crimes.
Quadrilha esbanjava armas nas redes sociais e acabou presa (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

AUTOR: G1/GO

CRIANÇA DE 10 ANOS COM QUASE 2m PERDE VISÃO EM CIRURGIA, NO DF

O brasiliense Sérgio Gabriel Ribeiro Gomes, de 10 anos, que sofre de gigantismo, e a mãe, Ricardene Ribeiro (Foto: Raquel Morais/G1)

O brasiliense Sérgio Gabriel Ribeiro Gomes, que mede quase 2 metros aos 10 anos de idade, perdeu a visão de um olho e adquiriu diabetes e uma infecção após passar por cirurgia para retirar parte de um tumor no cérebro, segundo a mãe, Ricardene Ribeiro. A Secretaria de Saúde confirma o diabetes, mas não as outras complicações.

O garoto está internado no Hospital de Base do Distrito Federal, onde foi feita a cirurgia no último dia 7. O tumor na hipófise, glândula situada na base do cérebro, causava um quadro de gigantismo. Ricardene diz que não recebe informações da equipe médica e que não foi avisada dos riscos do procedimento.

"Lá no Hospital Universitário [de Brasília], me disseram que ele poderia ficar cego se não fizesse a cirurgia. Ele fez e aconteceu a mesma coisa. Nem sabia que existia esse tipo de diabetes aí", afirma.

Segundo a secretaria, o garoto está sendo acompanhado diariamente por vários profissionais e tem quadro estável, recebendo medicação intravenosa.

O gigantismo foi descoberto quando Sérgio tinha 6 anos de idade. O tumor tinha o tamanho aproximado de um limão e prejudicava o funcionamento da glândula, responsável pelos hormônios de crescimento e por uma série de funções corporais.

A endocrinologista Luciana Naves, uma das responsáveis pelo procedimento, havia dito antes da cirurgia que o tratamento de Sérgio Gabriel seria extenso. O menino deve passar por radioterapia, além de tomar injeções mensais e remédios pelos próximos anos para impedir o avanço do tumor.

Complicações 'esperadas'O garoto mora no Novo Gama (GO), cidade no Entorno do DF, e só conseguiu a cirurgia na rede pública da capital quatro anos após o primeiro diagnóstico.

O endocrinologista Flávio Cadegiani acompanhou o caso pela mídia. Na avaliação do médico, o tamanho e a complexidade do tumor favorecem as complicações apresentadas pelo garoto após a cirurgia.

"Esse tumor, pelo que entendi, era um macroadenoma gigante. Quando tem mais de 1 cm, já é grave. Acima de 4 cm, já poderia resultar em cegueira lateral. Neste caso, com um tumor do tamanho de um limão, há registros médicos de cegueira total e de outras sequelas", explica.

A perda de visão acontece, segundo Cadegiani, porque o tumor pressiona uma área chamada quiasma ótico, onde se concentram os nervos responsáveis pela visão.

"Esse hormônio é produzido em outra porção da hipófise, ao lado de onde está o tumor do Sérgio. Quando o corpo não produz esse hormônio, os rins não conseguem acumular líquido e o paciente perde o controle da urina", diz. Nestes casos, o paciente precisa receber um hormônio sintético chamado desmopressina, que está disponível na rede pública em farmácias de alto custo.O endocrinologista explica ainda que o diabetes insipidus contraído por Sérgio não tem a ver com o diabetes mellitus, mais conhecido. A doença impede a produção do hormônio antidiurético (ADH), responsável pelo controle da urina nos rins.

Segundo Cadegiani, os problemas podem ser causados por lesões nas áreas próximas, durante a cirurgia, ou por uma mudança de pressão nessas estruturas após a retirada do tumor. No segundo caso, é mais provável que o dano seja revertido.

"Pode ser uma lesão funcional, porque a área ficou muito tempo pressionada pelo tumor. Há casos em que o diabetes regride em meses, ou até anos. O paciente vai diminuindo a dose do hormônio sintético e acompanhando o resultado. A cegueira pode passar também, mas é bem mais raro", afirma.

Ajuda voluntária
Com problemas nos rins e histórico de hepatite, a mãe de Sérgio conta com a ajuda de voluntários para cuidar do filho durante a recuperação. 

"O pessoal dos outros quartos está me ajudando. Ouvi de uma enfermeira que eu estava promovendo uma 'romaria' aqui no corredor, porque não consigo correr atrás de nada", conta.
Ricardene Ribeiro mostra tênis tamanho 47 do filho Sérgio Gabriel, de 10 anos, que sofre de gigantismo (Foto: Raquel Morais/G1)

Ricardene diz que o filho está com a mesma sonda urinária há mais de uma semana, e que chora muito ao urinar. A Secretaria de Saúde nega, e diz que o "jovem, inclusive, recebe às vezes o atendimento de três especialistas diferentes em um único dia".

A dona de casa Maria da Conceição Barbosa, 41 anos, é uma das voluntárias que ajuda Ricardene no dia a dia do hospital. Ela diz que pesquisou os sintomas de Sérgio por conta própria, porque a família não estava recebendo informações suficientes sobre o quadro clínico do garoto.

"Fui pesquisar e vi que o diabetes e a cegueira eram sintomas possíveis. Mas segundo a mãe, ninguém contou isso pra eles antes, por isso o desespero", diz. Segundo ela, o paciente chora muito ao urinar, e apresentava diarreia e febre de 40 ºC na manhã desta segunda-feira (20). O boletim médico da Secretaria de Saúde não confirma as informações.


'Medo de morrer'"Estamos ajudando como podemos, tirando do próprio orçamento, fazendo corrente de doação. Mas a situação da família é crítica, porque falta dinheiro, conhecimento, apoio do governo, tudo", diz Conceição.

Na semana da cirurgia, Sérgio Gabriel precisou ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. Ricardene recebeu autorização especial do hospital e conseguiu acompanhar o filho por algumas horas na unidade que, geralmente, não recebe visitas.

“Ele está com medo de morrer, falou pouco, mas disse que não quer morrer. Mas falei para ele ter fé, que Deus está no comando das coisas”, disse a dona de casa em entrevista no dia seguinte à cirurgia. "Nunca ficamos longe um do outro. Estou apreensiva. Ele precisa de mim, é uma criança. Não vou sair daqui enquanto ele estiver aqui”, afirmou.

Segundo Ricardene, o filho é caseiro e não tem colegas da mesma idade. Neste ano, Sérgio passou a frequentar uma escola pública em Santa Maria, no DF, mas falta a muitas aulas porque fica enjoado no ônibus e porque a mãe não tem dinheiro para pagar o transporte.

Para o garoto, não ter amigos não é um problema. “Gosto de ficar só, fazer minhas coisas, não sinto falta de amigo”, disse Sérgio em entrevista ao G1.

AUTOR: G1/DF

JULGAMENTO DE PISTOLEIRO ACUSADO DE MAIS DE 100 CRIMES É ADIADO, NO CEARÁ

O julgamento de José Couras, conhecido como “Courinhas”, acusado de crimes de pistolagem em estados do Nordeste, foi adiado para uma nova data, ainda não definida. 

O julgamento estava previsto para ocorrer nesta segunda-feira (20). José Couras já havia sido condenado por três homicídios no Ceará e no Piauí, é acusado de vários assassinatos e responde em liberdade.

A defesa do acusado apresentou um atestado médico afirmando que ele não tem condições de comparecer ao julgamento. O júri decidiu adiar a sessão e deve anunciar a nova data em breve.

Nesta segunda, ele seria julgado pela acusação de matar Francisco Josenildo da Silva, em Iguatu, em outubro de 1986. O crime ocorreu na cidade onde Courinhas mora atualmente, mas o caso será julgado em Fortaleza a pedido do Ministério Público. A justificativa alegada é que Courinhas poderia amedrontar os jurados da cidade de origem. Se condenado, ele pode pegar até 30 anos de prisão.

José Enílson Couras já foi acusado de mais de 100 crimes, entre eles homicídios, pistolagem e roubos de cargas. Em 2009, foi condenado pela morte do engenheiro Castelo Branco; em fevereiro de 2010, ele foi condenado a 15 anos de prisão por ter matado em 1996 o comerciante Sival Correia Braga; em agosto de 2010, foi condenado a mais 14 anos de prisão pelo assassinato de Emanuel Cândido Diniz.

AUTOR: G1/CE

ATENTADO TALIBÃ MATA SOLDADOS AFEGÃOS EM CABUL

Explosão matou quatro soldados afegãos em Cabul nesta terça-feira (21) (Foto: Massoud Hossaini/AP)

Um atentado talibã contra um ônibus do exército afegão matou quatro soldados e deixou 12 pessoas feridas nesta terça-feira em Cabul, no mais recente de uma série de ataques contra as forças de segurança na capital do país.

A explosão foi provocada por uma bomba ativada à distância à margem de uma estrada, segundo as autoridades.

Os talibãs reivindicaram o atentado em uma conta no Twitter e afirmaram que 12 pessoas morreram no ataque. O porta-voz do movimento extremista, Zabihullah Mujahid, exagera sistematicamente o balanço de vítimas.

'Condenamos este ataque covarde', afirmou o general Zahir Azimi, porta-voz do ministério da Defesa em um comunicado.

Os ônibus do exército afegão foram alvos de vários atentados nos últimos meses em Cabul.

Os talibãs não aceitam os acordos de segurança assinados pelo presidente Ashraf Ghani com Estados Unidos e Otan, que estabelecem a manutenção de tropas estrangeiras no país uma vez concluída, ao fim do ano, a missão de combate da Aliança Atlântica.

AUTOR: FRANCE PRESSE

EX DIZ QUE NUNCA DESCONFIOU DE SUPOSTO SERIAL KILLER: 'É UM SEDUTOR'

Ex de suposto serial killer afirma que nunca desconfiou de suas ações (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Uma universitária, que preferiu não se identificar, afirma que manteve um relacionamento extraconjugal por seis meses com o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como o autor de 39 assassinatos em Goiânia. Ela conta que nunca desconfiou das atitudes do motociclista. “Eu só achava estranho ele ser caladão, mas não imaginei que pudesse ser um serial killer. Ele é um sedutor”, disse.

Segundo a mulher, Tiago sempre foi muito carinhoso e atencioso. A universitária conta que o jeito misterioso do suspeito a atraiu. “O Tiago tem um ponto de interrogação quando a gente olha pra cara dele. Ele é um enigma. Aquele jeito sério. E além de tudo, é bonito”.

Caso Tiago seja realmente o serial killer que matava mulheres em Goiânia, ele também poderia ter usado seu carisma para conseguir atrair as vítimas, segundo a universitária. “Ele conseguiria seduzi-las e levar para um local para matar. Se o prazer dele fosse seduzir essas mulheres, levar, manter uma relação sexual e depois matar, ele conseguiria, porque ele é um homem atraente”, afirma.

Durante as relações sexuais, algumas atitudes do vigilante a intrigavam, mas não a ponto de desconfiar que ele pudesse ser um criminoso. “Não tinham coisas mirabolantes ou diferentes que pudesse detectar que ele era um maníaco. Ele ficava muitas vezes de olho fechado. Eu não entendia e ele dizia que era por causa da claridade”, relembra. Ainda segundo a universitária, Tiago cobria o rosto dela com os cabelos dela durante o ato.

Para o psicólogo forense Leonardo Faria, que será o responsável por traçar o perfil do suspeito, essa ação durante as relações sexuais pode indicar algum remorso. “O fato de tampar os olhos ou tampar o próprio rosto pode ser um comportamento de repulsa frente a algo que ele fez anteriormente. Se foi um ato sexual, o comportamento de tampar os olhos pode ser um sentimento de culpa, de remorso ou até de arrependimento de ter tido aquele prazer”, explica.

Crimes
O vigilante foi preso na Avenida Castelo Branco, na terça-feira (14). Em seguida, ele foi encaminhado à Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), onde prestou depoimento e, de acordo com a polícia, confessou ter matado 39 pessoas desde 2011.

Entre as vítimas estão 15 dos 17 crimes investigados inicialmente pela força-tarefa da Polícia Civil. Os outros assassinatos seriam contra homossexuais e moradores de rua.

O primeiro crime da série de assassinatos contra mulheres ocorreu em 18 de janeiro deste ano, quando Bárbara Luiza Ribeiro Costa, de 14 anos, foi executada por um motociclista no Setor Lorena Park. A morte mais recente foi a de Ana Lídia Gomes, em um ponto de ônibus do Setor Morada Nova, em 4 de agosto.
Tiago Henrique confessou à polícia ter matado 39 pessoas (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Dois dos crimes apurados pela força-tarefa não foram assumidos pelo vigilante: a morte de Danielly Garmus da Silva, 23 anos, e a tentativa de homicídio de Daiane Ferreira de Morais, 18. Entretanto, ele confessou outras duas mortes de mulheres que eram apurados de forma independente e, após a confissão, a polícia os incluiu nas investigações. São os homicídios de Arlete dos Anjos Carvalho, 16, e de Edimila Ferreira Borges, 18.

Com medo de ser detido, Tiago revelou que interrompeu a sequência de mortes após o homicídio de Ana Lídia Gomes, de acordo com o delegado Alexandre Bruno Barros. “Ele disse que parou porque ficou com medo de ser pego, por causa da força-tarefa. Depois voltou no domingo [12] porque não aguentou mais, tinha que extravasar a raiva”, disse o delegado.

Segundo a Polícia Civil, o jovem também foi identificado em imagens registradas por câmeras de segurança no dia 12, próximo à lanchonete em que uma mulher foi agredida por um motociclista. O caso foi incluído na força-tarefa. Segundo testemunhas, o motociclista de capacete vermelho atirou na jovem, mas a arma falhou. Então, ele deu um chute na boca dela.

A polícia divulgou um vídeo no qual o vigilante explica onde conseguiu o revólver usado nos crimes. Questionado pelo delegado sobre o número de armas que ele possuía, o suspeito respondeu que "só uma". "Que eu furtei em uma empresa onde trabalhei", disse Tiago.
Na quinta-feira (16), a Polícia Técnico-Científica afirmou que os resultados de exames de balística da arma apreendida com Thiago coincidiram com os disparos efetuados em seis homicídios na capital.

'Raiva'
Segundo os delegados que interrogaram o vigilante, Tiago tinha o costume de assistir aos noticiários no dia seguinte aos seus crimes para ter certeza se a vítima tinha morrido e qual o nome da pessoa. No entanto, ele diz que sentia remorso ao ver as reportagens. “Feliz não. Era um sentimento de arrependimento”.

Em entrevista na tarde de sexta-feira (17), o vigilante afirmou que gostaria de pedir desculpas à mãe dele e às famílias das vítimas pelos crimes que cometeu. Ele não respondeu se acredita ser doente mental, mas falou em "arrependimento" e afirmou querer um tratamento médico para se livrar do que ele define como "sentimento de raiva".
Jovens foram mortas em circunstâncias semelhantes em Goiânia (Foto: Arquivo Pessoal)

Prisão
De acordo com o superintendente de polícia judiciária de Goiás, delegado Deusny Aparecido, antes de ser capturado, a polícia não tinha o nome do suspeito, mas já sabia de todas as suas características físicas.

Assim, no dia 10, foi emitido um mandado de prisão temporária para um “homem branco, com idade aproximada de 25 anos, aproximadamente 1,87 metro de altura, compleição física atlética, sem barba ou bigode, com pelos no peito, rosto afilado, cabelos pretos, curtos e lisos e sobrancelhas grossas, que normalmente se veste bem”. O mandado também descreve que o suspeito usava capacete e motocicleta de cor preta com placa adulterada.

No ano passado, o Ministério Público Estadual ofereceu denúncia contra o vigilante por furtar uma placa de uma motocicleta no estacionamento de um supermercado de Goiânia. Imagens de câmeras de segurança mostram ele cometendo o crime. Também no ano passado, ele foi preso em flagrante em uma motocicleta com placa roubada, mas foi solto. O caso foi registrado no 5º Distrito Policial.

AUTOR: G1/GO

PISTORIUS É CONDENADO A 5 ANOS DE PRISÃO POR ASSASSINATO DA NAMORADA

Oscar Pistorius é levado para uma cela após ser condenado a cinco anos de prisão nesta terça-feira (21) (Foto: Themba Hadebe/Reuters)

O ex-atleta sul-africano Oscar Pistorius foi condenado nesta terça-feira (21) a 5 anos de prisão pelo assassinato da namorada, a modelo Reeva Steenkamp. A sentença foi dada em um tribunal de Pretória, na África do Sul. Pistorius havia sido inocentado de premeditar a morte e de matar intencionalmente.

Após a divulgação da sentença, o atleta começou a chorar. Pouco depois, ele foi escoltado por policiais na saída do tribunal e encaminhado para uma cela.

O advogado da família de Reeva, Dup De Bruyn, declarou em seguida que a pena foi a sentença correta, e acrescentou que "foi feita justiça".

A leitura começou por volta de 5h30 (no Brasil), pela juíza Thokozile Masipa. O veredito coloca fim a um julgamento que começou em 3 de março. 

Pistorius sempre afirmou ter disparado por medo ao confundir a ex-namorada com um ladrão em sua casa.
Oscar Pistorius é consolado por seus familiares após ser condenado a 5 anos de prisão nesta terça-feira (21) (Foto: Herman Verwey/Reuters)

Em setembro, quando deu o veredito, a juíza Masipa descreveu o atleta de 27 anos como uma testemunha “muito pobre” e “evasiva”, mas que apesar disso nada indicava que Pistorius seria necessariamente culpado no caso, o qual, segundo ela, foi inteiramente baseado em provas circunstanciais.

"A decisão é minha e apenas minha", disse Masipa ao abrir a sessão nesta terça. Após começar a leitura, ela disse que a sentença proposta pelas testemunhas de defesa não seria apropriada - a realização de trabalhos de interesse geral ou a prisão domiciliar.

A juíza também afirmou que uma sentença que não envolva pena de prisão enviaria uma mensagem errada ao público. Ao mesmo tempo, uma condenação longa não levaria em consideração o “elemento da misericórdia”.

O advogado de Pistorius, Barry Roux, afirmou após a sentença que o atleta deve passar 10 meses na prisão e cumprir o resto da sentença em prisão domiciliar. Já a promotoria afirmou que o atleta deve passar um terço da sentença atrás das grades.

A procuradoria-geral da África do Sul ainda não decidiu se recorrerá da sentença, disse o porta-voz Nathi Mncube.
A juíza Thokozile Masipais lê a sentença de Oscar Pistorius nesta terça-feira (21) (Foto: Themba Hadebe/ AFP)

Condenação
Pistorius atirou quatro vezes na namorada pela porta do banheiro, com uma pistola 9 mm. O crime ocorreu em sua casa de Pretória, na madrugada de 14 de fevereiro de 2013. A defesa argumentou que Pistorius teria atirado acreditando se tratar de um invasor em sua casa, e por isso pedia sua absolvição.

A promotoria, representada por Gerrie Nel, sustentava que o corredor matou intencionalmente Steenkamp após uma discussão que teria sido ouvida por alguns vizinhos. O promotor pediu que Pistorius fosse condenado a prisão perpétua pelo crime de homicídio.

Masipa, considerou Pistorius culpado de homicídio culposo.

A magistrada rejeitou os argumentos da defesa sobre a fragilidade do acusado e a impossibilidade de prender um homem com as pernas amputadas.

"Me senti incômoda ao observar as testemunhas que insistiam na fragilidade do acusado (...) que também tem excelentes capacidades de adaptação", declarou.

As prisões sul-africanas estão capacitadas para receber Pistorius, um deficiente que "precisa de cuidados psicológicos", declarou a juíza.

Mas ela aceitou, no entanto, os argumentos da promotoria que havia alertado para a reação da sociedade no caso de uma condenação muito leve.

"Seria um dia triste para o país se apresentássemos a impressão que existe uma justiça para os pobres e deserdados e outra para os ricos e famosos", disse Masipa.

A juíza considerou como circunstância atenuante o comportamento do acusado logo depois da tragédia, já que Pistorius tentou claramente reanimar a vítima e se mostrou abatido depois de matar Reeva Steenkamp.

A magistrada também recordou que o atleta tentou pedir desculpas de maneira privada à família Steenkamp, mas não foi autorizado.

AUTOR: REUTERS

MORRE AOS 82 ANOS O ESTILISTA DOMINICANO OSCAR DE LA RENTA

Oscar de la Renta, em imagem de maio de 2014. (Foto: Arquivo / AFP Photo)

O estilista e designer de moda dominicano Oscar de la Renta morreu aos 82 anos, anunciou nesta segunda-feira (20) a família à rede de televisão americana "ABC News" e ao jornal "The New York Times".

De la Renta, um ícone latino-americano da moda mundial, foi diagnosticado com câncer em 2006.

Nascido na República Dominicana, em 1932, o estilista saiu de casa aos 18 anos para estudar pintura em Madrid, na Espanha. Foi lá que ele desenvolveu interesse por moda, e começou um estágio com Cristóbal Balenciaga, que se tornou seu mentor.

De la Renta começou a carreira nos anos de 1950. No início dos anos 1960, ganhou fama ao vestir a então primeira-dama dos Estados Unidos, Jaqueline Kennedy. No mesmo período, lançou sua própria marca.

Depois, o estilista vestiu outras primeiras-damas americanas, como Betty Ford, Nancy Reagan, Hillary Clinton e Laura Bush. Atrizes como Amy Adams, Sarah Jessica Parker e Penélope Cruz estão entre as estrelas do cinema que também usavam seus vestidos.

Recentemente, desenhou o vestido de Amal Alamuddin para o casamento com o ator George Clooney, en Veneza, na Itália.

Uma de suas últimas aparições ocorreu durante a Semana de Moda de Nova York, em 9 de setembro.

Segundo a família, Oscar de la Renta morreu em sua casa em Kent, Connecticut. Sua morte foi confirmada por sua mulher, Annette de la Renta.

AUTOR: FRANCE PRESSE

ELENCO DE "ANOS INCRÍVEIS" SE REENCONTRAM 21 ANOS DEPOIS

Eles formavam uma das turmas mais queridas da TV nos anos 90. Agora, 21 anos depois, Fred Savage, Danica McKellar e Josh Saviano se reúnem novamente para o lançar o DVD da série "Anos Incríveis" (Foto: Reprodução/Instagram)

O programa "Good Morning America" promoveu, nesta segunda (dia 20), nos Estados Unidos, o reencontro de Kevin (Fred Savage, 38), Winnie (Danica McKellar, 39) e Paul (Josh Saviano, 38), 21 anos depois do último episódio de "Anos Incríveis". O elenco se reuniu para divulgar o lançamento da série em DVD.

O perfil do programa no Instagram compartilhou fotos do reencontro histórico. "Anos Incríveis" foi exibida por cinco anos pela ABC e recebeu mais de 22 prêmios. Era uma espécie de "Friends" para adolescentes que também conquistou o público adulto.

Embora nenhum dos atores tenha conseguido o mesmo sucesso na fase adulta, todos continuam trabalhando na área. Fred Savage atuou no filme "Austin Powers em o Homem do Membro de Ouro", em 2002, e Danica McKellar fez uma participação na série "How I Met Your Mother", em 2007.

Josh Saviano, que muitos teimavam em dizer que havia se tornado o cantor Marilyn Manson, na verdade seguiu carreira de ator e, recentemente, apareceu em um episódio de "Law and Order".

AUTOR: DN

JOVEM É ENCONTRADO MORTO DENTRO DE MERCADO, NO PIAUÍ

Um jovem identificado por Daniel Almeida da Silva Filho, de aproximadamente 20 anos de idade, mais conhecido como “Pé no Chão”, foi encontrado morto na madrugada desta terça-feira (21/10) por volta das 04h30min no Mercado Municipal da Caramuru, localizado no Bairro Pindorama, em Parnaíba.

Segundo informações, os feirantes acionaram a Polícia Militar após encontrarem o corpo do jovem caído próximo às bancas de vender legumes, na Rua Melvin Jones. De acordo com populares, Daniel vivia pelo mercado e costumeiramente ingeria bebida alcoólica.

Ainda não se sabe ao certo a causa da morte, mas acredita-se que tenha sido morte natural. Inicialmente uma guarnição do Ronda Cidadão, comandada pelo Cabo Farlon Machado, esteve no local constando o fato.

Em seguida uma equipe da Força Tática de Parnaíba, sob o comando do Capitão Bernardo Pereira, esteve no local colhendo mais informações a respeito do ocorrido. O Instituto Médico Legal chegou a ser informado, mas por se tratar de uma morte natural a remoção do corpo foi realizada por uma funerária.
AUTOR: Portal Costa Norte

VÍDEO MOSTRA MULHER ESPANCANDO MENOR EM JOÃO PESSOA (PB), NA BRIGA ENTRE FACÇÕES RIVAIS

Menor sendo espancada em Mandacaru Reprodução/ Youtube

Um vídeo que está sendo compartilhado pelos WhatsApp ( aplicativo gratuito de mensagens online) mostra a briga em duas mulheres no bairro de Mandacaru, em João Pessoa. A discussão é entre integrantes de facções rivais, que ocupam comunidades 'Porto de João Tota' e 'Beco de Zé Borges', conforme informações da Polícia Militar, nesta segunda-feira (20).

As imagens, que foram cedidas ao Portal Correio pelo serviço de inteligência da Polícia Militar da Paraíba, mostram quando uma mulher fala ao telefone com um homem, que seria chefe de uma da facção, comentando sobre uma adolescente – que é suspeita de integrar a organização criminosa rival.

Após falar ao celular, a mulher espanca violentamente a adolescente, que não reage a pancadaria. Ao bater na menor, a suspeita diz que quem manda na comunidade conhecida como João Tota, é a facção dela. A briga termina quando a mãe da vítima surge.

“É um absurdo! Tudo isso é por disputa por territórios entre o Beco de Zé Borges e João Tota. Estamos fazendo os levantamentos para prender a acusada. Não vamos deixar que facções plantem o terror aqui em Mandacaru. Tem que ter lei”, disse um policial militar, que não quis se identificar.

Policiais da inteligência da PM disseram que já identificou a mulher que aparece no vídeo espancando a adolescente e está em diligência para prendê-la. Segundo dados da Unidade de Polícia Solidária (UPS) do bairro, duas facções disputam o controle do tráfico. A briga entre as gangues tem feito vítimas e muito moradores deixaram suas casas devido os confrontos.

VEJA:

AUTOR: PORTAL CORREIO

HOMEM MORRE AO PROTEGER A PRÓPRIA FILHA DURANTE ASSALTO, EM FLORIANO (PI)

O motorista Gilmar Jorge Ferreira, de 42 anos, (foto acima) foi assassinado na noite deste domingo (19), ao defender a filha durante uma tentativa de assalto ocorrida em sua residência na Rua São Miguel, no bairro Pau Ferrado, em Floriano.

Segundo a Polícia Militar, Gilmar estava na cozinha da casa quando ouviu sua filha, que estava sentada na porta, gritar por socorro. A adolescente havia sido abordada por dois homens armados em uma motocicleta que já chegaram anunciando o assalto. Ao ouvir o chamado da filha, Gilmar foi em direção à porta da residência, mas acabou sendo atingido por um tiro no peito. Os bandidos fugiram sem levar nada.

Vizinhos que ouviram o ocorrido acionaram uma ambulância do SAMU, mas Gilmar não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital da cidade. O tenente-coronel Lisandro Honório, da PM de Floriano, fez um apelo à população pedindo ajuda para que os criminosos sejam identificados o Tenente Coronel Lisandro Honório, comandante do 3º BPM de Floriano, pediu ajuda da população para encontrar os meliantes.

“Tanto a Polícia Civil, como a Militar fizeram diligências, mas não encontraram nenhuma pista desse bandidos. Então nós pedimos que quem tiver conhecimento do paradeiro deles ou que saiba quem eles possam ser, que ligue para o 190 e dê informações que a polícia vai averiguar e fazer as diligências. Não precisa nem se identificar”, pede o coronel Lisandro Honório.

AUTOR: Floriano News

INCÊNDIOS EM VEGETAÇÃO TÊM AUMENTO DE 63% NO CEARÁ

O Parque do Cocó, que foi atingido por fogo na semana passada, é um dos pontos recorrentes de incêndios em Fortaleza FOTO: KIKO SILVA

De janeiro a setembro deste ano, o Ceará já registrou 1.168 incêndios de vegetação como o que, na semana passada, atingiu o Parque do Cocó, em Fortaleza. Nos nove meses, a média é de quatro ocorrências a cada 24 horas no Estado. Se comparada a 2013, a incidência dos sinistros cresceu 63% neste ano, já que no igual período do ano passado foram 714 incêndios. A situação deve piorar. Isto porque os focos de incêndio crescem em setembro, outubro e novembro, devido à baixa umidade do solo e do ar, elevação da temperatura e alta velocidade do vento.

Em 2013, de janeiro a agosto, segundo a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), foram contabilizados 470 incêndios de vegetação no Estado. Em setembro, outubro e novembro, foram 667 ocorrências. Se comparados os incêndios ocorridos em setembro de 2013 com o igual período deste ano, houve aumento de 38,9%. Em 2013, foram 244 ocorrências. Neste ano, 339. Não há um balanço dos números deste mês.

O Ceará tem 1.917 focos de calor monitorados pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Esses pontos podem se tornar focos de incêndio. Quixadá lidera a lista, com 54 focos, seguido por Caucaia, com 52. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) revelam que o número de queimadas entre setembro e outubro deste ano, no Estado, já ultrapassa o contabilizado durante os oito primeiros meses de 2014. Segundo o Inpe, foram 368 queimadas de janeiro a agosto e 396 em setembro.

O meteorologista supervisor da Unidade de Tempo e Clima do Núcleo de Meteorologia da Funceme, Raul Fritz, explica que o aquecimento das águas do Oceano Pacífico faz com que, neste mês, a temperatura máxima esperada no Estado seja de 32ºC. Porém, já chegou a 34ºC na Capital e até 38ºC no Interior.

Além disso, Fritz afirmou que a umidade do solo no Estado, neste período, é praticamente zero. Em Fortaleza, a situação é mais amena devido à faixa litorânea leste, que segundo o meteorologia, recebe algumas chuvas de efeito de brisa.

A incidência e a proporção dos incêndios de vegetação também são influenciadas pela velocidade do vento, que neste mês, em média, têm rajadas de 29 Km/h em Fortaleza. Em agosto e setembro, a velocidade média chegou a 33Km/h e 32Km/h, respectivamente. Nos próximos dois meses, os ventos podem chegar a 27Km/h e 25Km/h. A diferença da velocidade média registrada agora chega a ser de 10Km/h da contabilizada em março e abril.

Prevenção

Desde 2004, o governo do Estado tem o Programa Estadual de Prevenção, Monitoramento, Controle de Queimadas e Combate aos Incêndios Florestais (Previna). Um satélite meteorológico mede as áreas com focos de calor que podem vir a incendiar. Segundo Fritz, esta é uma eficaz ferramenta de prevenção. Porém, carece de investimento e aprimoramento.

Ele explicou que o equipamento mede a temperatura de brilho, que é diferente da emissão comum e não tem como comparar com a escala de graus Celsius usada convencionalmente. Segundo o meteorologista, órgãos como Corpo de Bombeiros, Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) têm acesso aos dados dos focos de calor e podem atuar preventivamente.

"Os incêndios de maior porte são antecipados pelo satélite, mas carecemos de informações sobre os pequenos", diz. Para o meteorologista, o ideal é que o Estado tenha equipes de brigadista que combatam o possível fogo antecipadamente ou imediatamente após ser detectado.

O relações públicas do Corpo de Bombeiros do Ceará, coronel Ricardo Rodrigues, diz que além das ações da natureza, o fator humano contribui com as queimadas de terreno para plantio - comum na área rural - e com a queimada de lixo em vegetações - recorrentes na área urbana.

O coronel informou que o Corpo de Bombeiros reforça o trabalho educativo nesta época do ano, como palestras e debates junto às comunidades agrícolas no Estado. As tropas também recebem reforço de bombas costais para conter os incêndios.

Em Fortaleza, os parques do Cocó e Adahil Barreto, os bairros Jangurussu e Parque São José, segundo o coronel, são pontos recorrentes de incêndios. Nas áreas de proteção, a fiscalização é executada pelo Batalhão de Polícia Militar Ambiental. O coronel ressalta que quem faz queimadas comete crime ambiental, além de assumir criminalmente que está pondo em risco o patrimônio alheio.

AUTOR: DN

POLÍCIA INVESTIGA MORTE DE MÉDICO

Sepultamento reuniu amigos e parentes do médico ortopedista no cemitério São João Batista, no Centro da Capital; 

A imprensa não foi autorizada a entrar no local, que foi tomado pela dor da revolta causada pelo crime FOTOS:RUI NÓBREGA
Corpo da vítima foi encontrado com três perfurações no pescoço, em um quarto de flat; vizinhos ainda não foram ouvidos oficialmente pela Polícia

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando a morte de um médico e empresário, ocorrida no flat da vítima, situado à Rua Joaquim Nabuco, 166, no bairro Meireles. O corpo do ortopedista foi achado no último domingo. Ontem, por volta de 16h, foi realizado o sepultamento, no Cemitério São João Batista, no Centro.

De acordo com o delegado Ricardo Romagnoli, diretor da DHPP, o crime, provavelmente, se trata de um latrocínio (roubo seguido de morte). Conforme a Polícia, o ortopedista Cláudio Mariano Alencar Barreira Braga, 55, morava sozinho.

Seus amigos e familiares deram por sua falta na quinta-feira (16). Os contatos pelo telefone não foram bem-sucedidos, pois o aparelho permanecia desligado. O médico também teria faltado aos plantões que daria nas noites de sexta-feira (17) e sábado (18) e o fato causou estranheza nos colegas, já que não era costume dele faltar ao trabalho.

Os muitos indícios de que Cláudio Braga estava desaparecido levaram os familiares a iniciarem uma busca por ele, que foi finalmente encontrado sem vida, dentro de flat dele, na tarde do último domingo (19).

A Polícia foi acionada e iniciou as investigações do caso. "O corpo estava sob a cama, apresentando ferimentos que denunciavam que houve violência na prática do crime", disse o diretor da DHPP.

Bens roubados

A caminhonete de Cláudio Braga, uma Ford, modelo Ranger, que estava na garagem, foi roubada, juntamente com outros pertences como a bolsa com os instrumentos médicos, o aparelho celular, a carteira e um tablet. Nenhum dos vizinhos declarou ter visto algo que pudesse levantar suspeitas de que um crime tivesse ocorrido no local.

"As pessoas com quem tivemos contato no local do crime disseram que ele era uma pessoa séria, comprometida com o trabalho. Por enquanto, não temos nenhum motivo para acreditar que tenha sido executado, mas o local do crime, à priori, não tinha sinais de arrombamento. A hipótese mais forte neste momento, é que tenha se tratado de um roubo seguido de morte, já que o veículo dele foi levado", disse Romagnoli.

O delegado contou, ainda, que o corpo do ortopedista apresentava lesões no pescoço que podem ter sido causadas por um objeto perfurante. Uma equipe da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) esteve no local do crime colhendo elementos que confirmem qual objeto, precisamente, foi usado para matar o médico. "O corpo apresentava, pelo menos, três lesões profundas no pescoço, causadas por uma arma branca, semelhante a uma faca", disse o delegado.

Os peritos fizeram análises no flat, que devem ser anexadas ao inquérito policial. Um cigarro, encontrado no local, foi apreendido. Romagnoli disse que o cigarro será enviado à Pefoce, que irá se manifestar sobre quais substâncias pode conter. "Não podemos afirmar nada sobre ter drogas no local do crime. A única coisa encontrada foi este cigarro, que pode ser legal e não uma droga ilícita".

Ricardo Romagnoli disse que a caminhonete do médico foi encontrada abandonada, na manhã de ontem, no bairro Castelo Encantado. "A Ranger estava estacionada junto a uma calçada, sem dois pneus. O fato chamou atenção dos populares que chamaram a Polícia. Quando os agentes chegaram lá e cruzaram as placas, constataram que era a Ranger do médico".

O delegado informou que ainda não conversou com os moradores da área onde o carro foi achado. "Ainda vamos ouvir oficialmente as pessoas da rua onde o carro estava, que podem ter informações importantes, assim como os vizinhos da vítima".

Romagnoli disse ainda, que próximo ao flat onde o corpo da vítima foi encontrado pode haver circuito interno de segurança e que, confirmada a existência das câmeras, irá solicitá-las aos proprietários. Até agora, nenhum suspeito foi identificado.

Sepultamento

O corpo do médico foi enterrado na tarde de ontem, sob comoção e revolta de amigos e familiares, no Cemitério São João Batista, na Capital.

O local ficou restrito à entrada das pessoas próximas a Cláudio, que foram dar o último adeus ao médico, que tinha como especialidade a ortopedia.

Bastante abalados, os familiares não falaram com a imprensa. Coube à advogada e amiga da família, Ana Flávia Parente Cavalcante, externar o sentimento de dor pelo crime que tirou a vida de Cláudio.

"Até agora, sabemos pouca coisa também, apenas o mesmo que a Polícia. Ele estava desaparecido desde quinta-feira, não foi trabalhar, e no domingo fomos com apoio policial até o flat e o encontramos já sem vida. Nunca imaginamos que algo assim pudesse acontecer. Ainda não sabemos o motivo", disse.

Os familiares levaram rosas brancas, que foram arremessadas como forma de homenagem, com a colocação da urna. O som suave de um violino dava o tom para os cânticos religiosos.

AUTOR: DN

PESQUISAR NO TIANGUÁ AGORA!




RESULTADOS DA PESQUISA GOOGLE!




Real Time Analytics